T.

Pessoas que me inspiraram

###

Sempre gostei de praticar artes marciais, e um período tinha um cara que morava na minha rua e me dava carona na volta. Muito gente boa, cheio de histórias pra contar, tinha uma personalidade forte e certamente me influenciou. Naquele período eu nunca tinha namorado e ficar com meninas ainda era o grande desafio, então ele contando as história do seu casamento, as mulheres, namoradas, rolos e amantes eram surpreendentes demais, além de muito interessantes. O cara tinha um jeitão bem paternalista, meio que me adotou ali e ficava contando dos seus casos. Sempre bom de papo, e cheio de outras qualidades também.

Cada um responsável pelas próprias ações, e assumo total responsabilidade por tudo que fiz, mas de um lado puramente analítico vejo hoje em dia que ele me influenciou nesse aspecto. Fiquei idealizando a atitude de trair, mais porque isso representaria que eu conseguiria ficar com meninas do que qualquer outra coisa. Em algum tempo tive um namoro curto e mais pro final eu trai essa namorada. Tinha 16 anos e foi um experiência interessante. Logo depois resolvi terminar, no termino contei o que tinha feito. Decidi depois que realmente nunca mais quero fazer isso. Não é quem eu quero ser, não é o tipo de relação que quero ter e como quero viver. Teve um lado bom disso que foi o aprendizado, eu sei por que estive lá. Passei da fase da ilusão, onde a coisa parece iradíssima, meio 007, falando com a amante e mandando mensagem pra esposa, marcando encontros as escondidas e tudo o mais. Vivi o “ter uma amante”, mesmo que por alguns dias apenas, a adrenalina do risco, de fazer algo proibido, a vida dupla e a inflada no ego de me achar o grande pegador. E depois a realização de que isso é uma babaquice, pra mim, exagero e superficial, que no fundo está longe de ser o que eu quero e que é uma sorte eu ter percebido isso logo. O encanto se quebrou.

Até agora tinha escrito apenas de pessoas que me influenciaram “positivamente”. Dizer isso já é fazer um julgamento, e a verdade é que no final acho que as influencias dele foram até mais positivas, pois me colocaram logo num caminho e numa posição que talvez não estivesse tão certo assim, fossem outras as circunstâncias. Ele me inspirou bastante numa época. Não só a trair, mas de outras formas também, coisas legais e foi pelo exemplo. Alguém que tinha atitude, em alguns casos beirava uma agressividade, mas foi um contraponto importante pra mim que pendia pro outro lado. Me inspirou a não ter medo dos outros, a enfrentar algumas situações que eu estava evitando. Absorvi muita coisa legal e até hoje tenho um carinho grande por essa pessoa, mesmo que discorde em alguns pontos.

Foto de Escrevinhanças.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s