Rua Senhor dos Passos.

Rua Senhor dos Passos, acho que fica no centro, quer dizer, tenho quase certeza. Nunca soube como veio a ter esse nome, não sei isso sobre a maioria das ruas. Uso elas todos os dias, digo como chegar numa, passando por várias outras, dou direções e falo nomes que em geral não conheço nem sei de onde vêm. Muitos são de políticos famosos e grandes figuras do exército, de onde deduzo que são dignas do trânsito, brigas, sujeira e caos que atualmente abrigam.

A Senhor dos Passos têm um nome particularmente curioso. Poderia pesquisar e descobrir suas origens, mas acho que o desconhecido permite mais divagações. Essa faz uma homenagem silenciosa, a um tal senhor que por algum motivo era conhecido pelos seus passos, mas que preferiram manter no anonimato, destacando à sociedade apenas os seus memoráveis passos. Senhor dos Passos é um título bacana de se ter. Quem é você? – Sou o Senhor dos Passos!

Acho que essa á versão brasileira, a que passou pela conservadora censura militar, do grande título inglês “Minister of Silly Walks” – eternizado pelo incrível Monty Python. Lá eles têm o seu ministro, cá temos um Senhor. Mais simples, menos pomposo, mais adequado ao clima tropical.
Quantos passos será que um senhor tem que dar pra ser O Senhor dos Passos? Ou quão senhor têm que ser? Visto que são apenas duas palavras, a competição deve ser grande. Existem muitos senhores, e passos mais ainda. Na categoria senhor devem ser avaliadas diversas variáveis, a fim de definir quão senhor a pessoa é. Cabelo Humano por exemplo. Deve ter algum, preferencialmente branco, talvez um pouco grisalho, numa distribuição tal que seja digna e representativa de um bom Senhor. Imagino sempre de terno, com colete, calça e sapatos, quiça um chapéu coco. Relógio de bolso, lenço e um belo bigode.

Também esse senhor deve ter tido uma relação especial com a rua que veio a lhe homenagear, e também com aqueles que nela passavam. Em geral somos preguiçosos, e com o tempo vamos abreviando palavras e títulos. Você antes era voismicê, e antes ainda era Vossa Mercê. Há quem use apenas o “C” atualmente. Senhor dos passos devia ter alguma especificação, tipo senhor dos passos largos – mas ai lembra diretamente senhor dos anéis, fica senhor demais e dá confusão. Talvez fosse o senhor dos passos lentos, afinal sendo um senhor devia andar com calma e parcimônia. Mas a maioria dos senhores anda com calma, e pra merecer o título haveria de se destacar. Quem sabe senhor dos passos rápidos, ou incertos, ou… existem infinitas opções, e pode ser que assim seja melhor. A placa com o nome da rua é um convite a se imaginar como eram os tais passos do senhor. Uma rua onde pode e deve-se experimentar passos diferentes, um novo andar, uma atenção especial sendo dada à mais mundana das atividades – o andar. Assim os transeuntes são trazidos ao momento presente, prestando uma delicada atenção ao seu andar, aos seus passos, como numa breve meditação coletiva. Cada passo dado, as diferentes formas de andar, os sapatos, as pedras no chão, as poças e tudo o mais. Têm tanta coisa no andar, tanta coisa em cada passo, que seria uma honra ser o senhor de alguns deles, ou até de todos.

###

“Um texto por pessoa”, o desafio do Pedro Dannemann foi “Rua senhor dos passos. Aplique. Cabelo humano.”

Foto de Escrevinhanças.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s