Rogério, Leo, Rafael Cunha, Falcão, Alcides e Mauricio.

 

Em 2006 eu fiz o cursinho pré-vestibular no PH. As aulas eram padronizadas, ou seja, a aula da semana 07 de história em todas as unidades cobria os mesmos assuntos. E com eu fazia integral podia assistir aulas em qualquer unidade e quantas vezes quisesse (havia o turno da manhã, tarde e noite). Então por curiosidade fui tendo uma aula com cada professor. Tive uma sorte absurda, pois os melhores estava lá. Cheguei a montar meus horário em função deles, então fazia física em ipanema de manhã, geografia em botafogo a tarde e etc, mas tinha aula com os melhores. E era absurdo quão bom eles eram. Tinha aula que eu achava que devia pagar entrada, como se fosse uma peça. Era divertido, engraçado e eu realmente aprendia a matéria.

Esse ano no PH foi importantíssimo por vários motivos, mas um deles foi reforçar minha vontade de ser professor e me envolver com educação mais pra frente. Outra foi perceber a importância e a diferença que um professor pode fazer. Até então tinha estudado num excelente colégio da zona sul, e ainda assim a diferença era brutal. O ritmo de cursinho fomenta isso, cada professor chega a dar a mesma aula 20 vezes em alguns casos, e a prática leva à perfeição. Além disso há uma forte pressão no meio, então como o conteúdo é padronizado cabe a eles melhorar na forma de dar cada aula. Mas mais do que isso, acho que dei sorte de encontrar professores apaixonados pelo que fazem e fora da média em termos de qualidade mesmo.

Nesse ano que decidi que entrar no teatro seria fundamental pra ser um melhor professor no meu caso, e acabei começando nesse mundo meio sem querer no ano seguinte.
Bom, escolhi falar deles em conjunto pois foi assim que os conheci, tudo junto, e eles todos me inspiram mais ou menos da mesma forma.

Rogério Athayde, gênio que dá aulas de história, o bom humor e simpatia em pessoa.
Leonardo Gomes, acho que o melhor professor que já tive. Lembro de aulas inteiras dele até hoje, cada exemplo, cada comentário.
Rafael Cunha, professor de redação que me fez perceber o quanto eu gosto de escrever. Foi a primeira vez que fiz todos os deveres de casa e realmente tive muito prazer em estudar e praticar.
Falcão, o grande professor de geografia. Me sentia um imbecil sem conhecimento do mundo perto dele, mas ele conseguia explicar tão bem cada caso que por mim eu tinha aula todos os dias.
Alcides, de química. Sem dúvida me ensinou mais química em 1 ano que toda a faculdade, muito mais. Me fez pesquisar assuntos que eu sabia que nem cairiam no vestibular.
Mauricio, de biologia. Biologia era minha matéria favorita na escola, e com ele eu pude ver o que de fato é ser um biólogo. O cara tinha uma didática excelente e quase me fez mudar a escolha do que fazer de faculdade.

Esses são os que mais me marcaram. Tiveram outros muito bons, mas perto desses fica difícil competir. Todos eles merecem páginas inteiras, mas em comum todos tinham uma contagiante paixão pelo assunto. Todos eram muito engraçados, e cada um a sua maneira, não de um jeito forçado tentando ser um palhaço, algo bem autêntico. Todos muito atento aos alunos, muito presentes em sala de aula e completamente dedicados. Me inspiram a ser também alguém que um dia possa ter parte desse impacto nos outros. Me inspiram a pensar o papel do professor na educação e como criar treinamentos e oficinas de forma a dar a cada professor a oportunidade de se descobrir, de encontrar a sua forma de dar aulas e se tornarem a melhor versão de si mesmos. Educação pra mim é das coisas mais importante que podemos fazer, e espero que tenhamos cada vez mais professores excepcionais. É uma das mais importantes decisões que podemos fazer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s