Bono de doce de leite

Até o oitavo ou nono ano eu era um dos mais baixos da minha turma no colégio. Em um ano eu passei a ser dos mais altos. E nesse ano eu comi bem. Dei vida ao famoso “magro de ruim”. Como tava gastando todo meu dinheiro de mesada na cantina do colégio, descobri um buraco na lógica financeira dos meus pais. Eles me davam a mesada pra que eu aprendesse a gerenciar meus gastos, então se eu gastava mais na cantina tinha menos pra ir no cinema. Só que, eis a falha no sistema, supermercado sempre foi feito e pago por eles. Descobri que lá eu podia comprar toda a comida que quisesse e não saía nada da mesada. Fonte infinite de comida de graça. Assim entrei na fase de biscoitos e sanduíches. Por dia eu levava 2 pacotes de biscoito e 2 sanduíches de pão de forma, em geral um doce e um salgado. Os gastos foram transferidos da cantina ao supermercado, mas mais importante pra minha frágil saúde financeira, da minha parca mesada à conta dos meus pais.

Entrando no mundo dos biscoitos, o qual eu virei em pouco tempo um grande conhecedor, fui percebendo as melhores relações custo X benefício. Antes de tudo, é absurdo como um pacote de biscoito é barato. Na época em média por 2 reais eu comprava um pacote inteiro com um monte de biscoitos, e dos gostosos, enquanto na cantina com 2 reais eu não comprava nem um brigadeiro. O biscoito tinha a vantagem de ficar na mochila, e portanto disponível 100% do tempo e não apenas no recreio. Ser proibido comer em sala de aula passou a ser apenas mais uma de tantas regras facilmente burladas. É fácil enganar o professor, mas não os colegas de sala. Em pouco tempo em troca do silêncio deles eu virei o fornecedor oficial de biscoitos em horário de aula. E ai você descobre a diferença de um pacote de Bono de Doce de Leite pra um de Aveia e Mel. Biscoitos recheados em geral duram muito pouco, especialmente quando vc tem uma sala de pré-adolescentes famintos e entediados. Algumas pessoas simplesmente não dominavam a sorrateira arte de comer em aula. Esses indivíduos incapazes da necessária discrição ao se alimentar eram simplesmente forçados a esperar o recreio ou o fim da aula, pelo bem do grupo. Ainda assim o percentual doado era grande, o que culminou na razão de dois pacotes por dia.

Os meus favoritos eram Oreo, que logo parou de ser produzido, Negresco e o Aveia e Mel. Os Bonos entravam na mesma categoria que os Trakinas, bons, mas nada demais. O Bono de Doce de Leite em especial eu gostava mais, mas era o mais difícil de achar, tava sempre em falta. Tinha sempre o de chocolate e um de chocolate branco ou limão (urrghh), mas o de Doce de Leite era raridade. Sempre gostei da mistura de chocolate com doce de leite. Quando descobri os alfajores Havanna foi amor a primeira vista, ou a primeira prova. O Bono de Doce de Leite ficou pra mim como o passatempo ou aquele biscoito Goiabinha, quando tinha era bom, mas mais pela variedade, algo diferente. E tinha gente que ainda reclamava. “Ah Moitta, esse eu não gosto, traz Negresco amanhã!”.

A técnica pra comer em aula é a seguinte: Deixe o biscoito aberto em algum compartimento externo da mochila (preferivelmente não transparente). A mochila deve estar posicionada de tal forma que sua mão dentro dela não fique num ângulo desconfortável nem que chame atenção. Pegue o pacote e sem tirá-lo de dentro da mochila, e com apenas uma mão, tire um biscoito (em alguns anos essa prática servirá de base para desarmar sutiãs). Faça devagar pra não encher sua mochila de farelos e nem fazer muito barulho. O silêncio é fundamental ao sucesso da missão, e será novamente importante na hora de mastigar. Com o biscoito na mão, volte ela pra posição inicial, calmamente. Esse é o momento crítico e com maior incidência de erros. Trazer a mão à boca, pra logo descer com ela e começar a mastigar é para iniciantes. Use apenas caso o professor esteja de costas escrevendo no quadro. Uma opção é quebrar o biscoito na mão e colocar essa mão como se estivesse pensando, quase como a estátua do Rodin. Sim, comer em sala também é cultura. Ou colocar ele inteiro, aos mais experientes. A todo momento use sua visão periférica. Se o professor te olhar, diminua a mastigação ou derrube algo, ao abaixar pra pegar você tem tempo de terminar de mastigar e engolir. Esse é também seu plano de emergência caso seja chamado a responder algo enquanto come.

Agora você já sabe. Existe muito mais quando se fala de comer em sala de aula, um conhecimento profundo, frutos de anos de aprendizado e desenvolvimento, tentativa e erro e longas reflexões.

###

Da serie “Um texto por amigo”, o desafio do Filipe Marones foi Bono de Doce de Leite. Acho que saí um pouco pela tangente, mas tenho me forçado a escrever sem editar a primeira ideia que me surge. ;D

 

Bono

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s